terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Mercadinho pra Você





Tem o melhor requeijão  da  cidade
e uma grande quantidade de manteiga

Procure agora mesmo o mercadinho
próximo ao clube do Bosque
o preço  é bom e o atendimento melhor ainda
Vende também carnes congeladas

Brumado: mulher faz topless pelas ruas por falta de Carnaval na cidade

Uma mulher foi flagrada fazendo topless pelas ruas de Brumado na manhã desta segunda-feira (8). Segundo o site local Brumado Notícias, a mulher disse que a nudez foi sua forma de protesto contra a administração municipal por falta de festa de carnaval na cidade.
 
Mesmo com várias pessoas parando para fotografar e filmar, a mulher não se intimidou e fez diversas poses. Ela só se vestiu depois que a foi abordada por policiais. 
 
Suspeita de sofrer de distúrbios mentais, ela foi atendida por uma equipe do Samu, que aplicou medicamentos e a encaminhou a uma unidade de saúde.

Quarta Feira de Cinzas

D Itamar Viann


Estamos chegando ao fim do carnaval. A  Partir de amanhã começa o período quaresmal.
São quarenta  dias onde  católicos  do mundo todo refletem sobre a paixão e morte de Jesus Cristo.
Segundo D. Itamar , Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Feira de Santana a quarta feira de
cinzas é o instante que as pessoas  tem para entender que todos viemos do pó e para o pó devemos  voltar.Neste ano a campanha da Fraternidade traz como tema a nossa casa   comum o que significa que devemos cuidar sempre da natureza e quem assim  faz  não deixa que os mosquitos sobrevivam e cause danos a vida humama

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Ivete é chamada de rainha em Salvador: "Sou uma 'mainha' gostosa"



"Quem é essa, papai?" No Carnaval de Salvador todo sabe quem é Ivete. Pelo quarto dia consecutivo na folia --o segundo no Circuito Barra-Ondina--, a cantora e seu bloco Coruja arrastou uma multidão na avenida e nas areias da praia da Barra. Lotados também estavam os camarotes e as varandas dos prédios do percurso, onde se ouvia os gritos de "rainha".
"Nós mulheres somos todas rainhas. Eu sou só 'mainha' de vocês. E uma 'mainha' gostosa, que ficou gostosa agora. Estou adorando o meu corpo", brincou.
Em plena forma física, Ivete surpreende pela disposição. Ela não para. Corre de um lado para outro, toca com os músicos, joga beijos para os fãs e ainda tranquiliza os repórteres assustados com o balanço do carro: "Fique tranquila".
Cercada pela sua equipe de produção, Ivete também contou com a presença do marido, Daniel, praticamente ao seu lado. O nutricionista tirou várias fotos, acenou para alguns amigos e até ajudou os músicos com os instrumentos. Cumprimentou alguns convidados, mas não conversou com ninguém. Ivete gostou.
A cantora apresentou praticamente todos os seus sucessos. Também cantou músicas de Beto Barbosa, Vingadora, Banda Eva e Gilberto Gil, ao qual ela prestou uma homenagem em frente ao camarote do cantor, onde estava a mulher, Flora. "Gil, você é meu maior ídolo. Um beijo. Mais à frente, chamou Margareth Menezes para dividir os microfones.
O trio, disputado pelos fãs --todos os abadás foram vendidos--, também foi concorrido pela imprensa e, por isso, foi preciso um rodízio. Da metade para o final do percurso, outro grupo subiu ao trio e a primeira turma teve que descer duas horas e meia depois do início do desfile.
Ivete irá nesta terça ao Recife e na quarta voltará ao circuito Barra-Ondina para o Arrastão, às 10h.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Carnaval: mulheres superam homens em ocorrência de intoxicação alcoólica


O secretário da Saúde de Salvador, José Antonio Rodrigues, divulgou os dados de ocorrências de intoxicação alcoólica durante os quatro primeiros dias de Carnaval. Foram 255 registros e mais da metade, 53%, é representada pelo público feminino. Sobre os atendimentos gerais, 2.525 foram realizados. Destes, 65,7% foram nos postos do circuito da Barra/Ondina; 31,3% no Campo Grande e 3% no Pelourinho.

Publicada originalmente às 10h do dia 7 de fevereiro

Dom Itamar lança livro 'Perdão, Saúde e Fé'; renda será convertida para construção de mosteiro

Aumentar letra
Mudar o tamanho da letra:  



Dom Itamar lança livro 'Perdão, Saúde e Fé'; renda será convertida para construção de mosteiro
O arcebispo emérito de Feira de Santana, Dom Itamar Vian, está lançando o livro Perdão, Saúde e Fé, que terá toda a renda revertida para a construção do Mosteiro das Irmãs Clarissas, no bairro Papagaio, em Feira de Santana. Ao Acorda Cidade, Dom Itamar explicou que a 5ª edição desse livro visa motivar as pessoas para que vivam em paz consigo mesmas, com os outros e com Deus. 
“Estamos vivendo um período em que o Papa Francisco convoca a todos, principalmente os cristões, os católicos, para um ano santo de misericórdia, que identifica-se com o perdão, por isso estou lançando esse livro”, afirmou.
De acordo com Dom Itamar, praticamente todas as pessoas têm dificuldade para perdoar, principalmente quando existe uma ofensa muito grave, uma calúnia, uma difamação.
“Por isso que o próprio Jesus falou muitas vezes em perdão. Em certa oportunidade Pedro chegou a perguntar a Jesus porque ele falava tanto em perdão e perguntou se deveríamos perdoar até sete vezes. Jesus respondeu: ‘não Pedro, até 70 vezes sete’. Essa é uma expressão bíblica que significa que devemos perdoar sempre”, disse o arcebispo emérito.
Ele destaca ainda que vivemos o momento em que a ciência colabora muito com a fé, com a própria filosofia e lembra que foi publicado há pouco tempo um livro nos Estados Unidos, escrito por psicólogos, médicos e educadores, que defendem que as pessoas que perdoam têm mais probabilidade de viver com saúde e se estiverem doentes têm a possibilidade de cura maior.
Segundo Dom Itamar, não haverá um lançamento oficial do livro. Ele informa que existe uma comissão responsável por coordenar todos os trabalhos da construção do mosteiro das Irmãs Clarissas e que essa comissão vai vender o livro durante a Caminhada do Perdão em Feira de Santana, que será realizada no dia 21 de fevereiro.
As pessoas podem comprar esse livro em livrarias e paróquias de Feira de Santana, além da Secretaria do Arcebispado, localizada na Avenida Getúlio Vargas, 394.




Fotos: musa tira a roupa durante desfile e é expulsa de sambódromo em São Paulo


 
O clima ficou tenso no desfile da Unidos do Peruche na noite deste sábado, 6, no sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Revoltada com o veto ao seu tapa-sexo em protesto à presidente Dilma Rousseff, Ju Isen tirou a comportada fantasia indicada pela agremiação em pleno desfile, surpreendendo muita gente. Instantes depois, rapidamente a tiraram da Avenida.
 
 
"Fui agredida e estou cheia de sangue na perna! Vou processar! Fui agredida pelo pessoal da escola! Me jogaram no chão e estou toda machucada! Como jogam uma pessoa assim no chão? Tem que ter respeito ao próximo! Bateram em mim! Me jogaram no asfalto", gritou Ju Isen, totalmente transtornada, ao ser abordada pelo EGO.
 
"Mas isso não vai me abalar! No ano que vem vou voltar como rainha de bateria! Mas na Unidos do Peruche nunca mais", completou Ju. Logo em seguida, ela pegou um táxi e foi embora para o hotel em que está hospedada.
 
Ulisses Ozzetti, da coordenação da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, explicou ao Ego que não pode ter nudez nos desfiles porque é atentado ao pudor. "O protocolo determina que a escola deve retirar a pessoa do desfile para não ser punida", explicou ele.
 
 
O presidente da Unidos do Peruche, Nei de Moraes, se posicionou sobre a agressão. "Pra mim é novidade saber que ela foi agredida. Vou analisar primeiro o que aconteceu, foi algo isolado de alguém que foi convidado por nós. Escola tem respeito com componente e componente tem que respeitar. Tomara que não tenha prejudicado a escola", disse o dirigente.
 
"Não vi a atitude que ela teve, mas se ela tomou atitude dessas é inadmissível. Todas as passistas assinam que não vão prejudicar a escola. Ela com certeza assinou! Vamos analisar e pode ser que a escola a processe sim", explicou.
 
 
Procurada pelo EGO, Ju Isen ironizou a ameaça de processo feita pelo presidente da Unidos do Peruche: "Que engraçado, eu também penso em processá-los por agressão! Ele vai me processar pelo quê? Carnaval é nudez, sensualidade. Enfim, se vai me processar, também vou processar! Cadê os Direitos Humanos? Os direitos da mulher? Lei Maria da Penha já! Fui agredida e tenho provas! Estamos num país democrático e só queria protestar".
 
 
Entenda a confusão
A loira, que ficou conhecida em todo o país ao ficar seminua nas manifestações políticas que aconteceram em São Paulo em 2015, não pode usar o polêmico tapa-sexo em protesto à presidente Dilma Rousseff. A escola de samba Unidos do Peruche não quis fazer apologia ao impeachment e obrigou a musa a usar uma fantasia mais comportada.
 
Segundo a agremiação, Ju tinha que usar uma roupa com ligação com o enredo do desfile: os 100 anos do samba. O tapa-sexo havia sido uma sugestão dela. "Não sei porque proibiram, mas estou muito chateada", lamentou ela na concentração do desfile da Unidos do Peruche. "Estou me sentindo injustiçada. Quero o impeachment e o povo quer o impeachment", clamou.
 
 
 Revoltada, Ju Isen ainda ameaçou entrar na Avenida com o tapa-sexo na mão. "Quero fazer meu protesto de qualquer jeito", pediu ela, sem sucesso. Instantes depois tiraram o adereço da loira. "Puxaram da minha mão com tudo! Roubaram de mim! Achei péssimo, mas estou aqui", reclamou.
 
 O regulamento da Liga das Escolas de Samba de São Paulo não proíbe manifestações políticas nos desfiles. Mas, segundo a entidade, se alguém reclamar de algo apresentado, uma ata será aberta e a plenária da Liga, composta pelos presidentes das escolas, irão avaliar a situação e determinar ou não a punição.
 
Antes do desfile, quando ainda estava se arrumando, Ju Isen contou porque queria usar o tapa-sexo. "Vim parar na mídia protestando e continuarei assim. Eu que escolhi essa fantasia com a intenção de manifestar. Vai ser meu momento.  Vim dar meu recado e de milhões de brasileiros: fora Dilma", disse ela.

A nossa casa Comum

Nós temos uma casa  comum. Dela recebemos tudo. A natureza.
Este ano a campanha  da Fraternidade vem tratar desta  comum.  Cuidar desta casa comum é nossa responsabilidade.
Recebemos de  graça todo ar que respiramos e  consequentemente recebemos a nossa vida.
A   casa é nossa  e temos obrigação de   cuidar da melhor forma possível;
A proteção dos rios é também proteger a vida. O fundo dos nos rios e lagos estão cada vez mais sujos.
Cuidar do meio ambiente é não deixar que  mosquitos sejam criados em nosso meio. Tem muita gente morrendo por causa dos famosos mosquitos.
Basta apenas cuidar da nossa casa e se possível da  uma ajuda ao nosso vizinho.
 A casa   é  nossa e é um presente de Deus

A Pastoral da Sobriedade

  A Pastoral da Sobriedade é a ação concreta da Igreja na Prevenção e Recuperação da Dependência Química. É uma ação pastoral conjunta que busca a integração entre todas as Pastorais, Movimentos, Comunidades Terapêuticas, Casas de Recuperação para, através da pedagogia de Jesus-Libertador, resgatar e reinserir os excluídos, propondo uma mudança de vida através da conversão.
          Pastoral é uma atuação especial da Igreja, diante de um problema da sociedade, no momento em que ele se apresenta. É uma resposta da Igreja a uma problemática social.
          Considerando que 25% da população brasileira está, direta ou indiretamente, ligada ao fenômeno das drogas, que cada vez mais cedo os adolescentes entram em contato com as drogas, carregando consigo, em média, quatro outras pessoas, chamadas de co-dependentes, membros da família e amigos, a Pastoral da Sobriedade capacita aqueles, que de alguma maneira, se identificam com a causa e desejam lutar pela vida, tornando-se um Agente da Pastoral da Sobriedade.  

·  “A Igreja tem por missão transmitir a palavra do Evangelho que abre para a vida de Deus e de fazer descobrir o Cristo, Palavra de Vida, que oferece um caminho de crescimento humano e espiritual.

     A exemplo de seu Senhor, e solidário com seus irmãos na humanidade, a Igreja vem em socorro dos menores e dos mais fracos, cuidando daqueles que estão feridos, fortalecendo aqueles que estão doentes, reforçando a promoção pessoal de cada um.  

·  Por isso, às famílias tocadas pela provação, quero dizer: - - Não se desesperem! - - Ao contrário, - - rezem comigo, - - para que se multipliquem esses bons samaritanos que atuam na estrutura pública. Bem como os grupos de voluntariado, entre os cidadãos comuns e os responsáveis pelo povo, e que se forme assim uma frente compacta que se empenhe sempre mais não só na Prevenção e na Recuperação dos toxicodependentes, como também em denunciar e perseguir legalmente os traficantes da morte e em desbaratar as redes de desagregação moral e social”.
João Paulo II

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Maryzélia leva samba e simpatia ao Carnaval do Pelourinho

Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Maryzélia leva samba e simpatia ao Carnaval do Pelourinho
Foto: Divulgação

O folião que for ao Carnaval do Pelourinho, no Centro Histórico de Salvador, vai conferir de perto o talento e a simpatia da cantora Maryzélia. A artista feirense se apresenta no domingo (7), a partir das 22h30, na Praça Quincas Berro D’Água. O trabalho da intérprete tem o samba como marca principal.

“Nossa matriz é o samba, mas o público vai poder dançar também ao som de outros ritmos, como o afoxé. Estou muito feliz em poder apresentar a minha arte em um local tão importante para a nossa história e cultura. Quero ver meus ‘sinhôres’ e minhas ‘sinhoras’ lá, mostrando que têm samba no pé e molejo no corpo”, declara Maryzélia.

Desde 2015 a cantora vem realizando apresentações na Bahia e no Rio de Janeiro, aonde volta a se apresentar após o Carnaval. Em terras cariocas, a artista faz shows no espaço Trapiche Gamboa, reduto do samba e onde o cantor Diogo Nogueira grava o programa Samba na Gamboa, transmitido por um canal fechado.

Também foi no Rio que Maryzélia gravou seu primeiro disco, intitulado de ‘O Segredo das Conchas’. O álbum tem a produção de Paulo Debétio, que já trabalhou com diversos artistas consagrados, a exemplo de Fafá de Belém, e compôs para outras grandes vozes da música nacional, a exemplo de Alcione. Entre as faixas do disco da cantora feirense está a releitura de ‘Pelo Amor de Deus’, composição de Debétio e Paulinho Rezende, além de primeiro grande sucesso de Emílio Santiago, que com ela venceu o concurso Rede Globo MPB Shell, em 1982.



Ufba lamenta assassinato do professor Marcus Matraga: "estamos consternados



 


  
A Universidade Federal da Bahia (Ufba) lamentou a morte do professor da instituição Marcus Vinicius de Oliveira Silva, o Marcus Matraga, ocorrida na noite de quinta-feira (4).
“A Universidade Federal da Bahia recebeu, consternada, a notícia do falecimento, em circunstâncias trágicas”, publicou a Ufba em seu site. Matraga foi assassinado no povoado de Pirajuía, em Jaguaripe, região do Recôncavo Baiano.
PUBLICIDAD
 
Também por meio de nota, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) lamentou a morte e cobrou esclarecimento sobre o crime. “O CFP lamenta e espera que as circunstâncias que envolvem sua trágica morte sejam plenamente esclarecidas”.
“Marcus representava um marco para a psicologia, um avanço de um projeto ético e político para a produção da psicologia do Brasil. Foi um dos grandes responsáveis por fazer com que as entidades da psicologia brasileira olhassem para os direitos humanos e para a luta antimanicomial com o cuidado e a responsabilidade necessárias na promoção do sujeito e da inclusão social”, disse o vice-presidente do CFP, Rogério Oliveira.
O Conselho Regional de Psicologia da Bahia lembrou da contribuição do professor para a organização do sistema de conselhos. “Construiu o atual modelo de gestão democrática do Sistema e colocou a profissão a serviço da população brasileira”. Já o Conselho Regional de Psicologia de São Paulo lembrou da passagem de Marcus pela direção do Conselho entre os anos de 2002 a 2004.


Veja mais em: http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/ufba-lamenta-assassinato-do-professor-marcus-matraga-estamos-consternados/?cHash=b26e93a034a4c52457ce48324c626a7c Correio da Bahia

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Neto reconhece que carnaval não seria possível sem governo do estado

)

 
Disputa política e eleitoral a parte, o prefeito ACM Neto reconheceu que o carnaval de salvador não seria possível sem o governo do Estado. "A prefeitura organiza e sempre vai organizar o carnaval, independentemente de quem seja o prefeito, mas sem a segurança pública não teria o carnaval", pontuou Neto em coletiva após inauguração da sala de imprensa, localizada na praça dois de julho.

Publicada originalmente às 11h do dia 5 de fevereir

O que é apolítico

O prefixo "a" significa "não": não-político. Portanto, se você é apolítico, significa que você não dá a mínima pra política.
E você é apolítico?

Compra de bafômetro para fazer teste em vereadores gera polêmica na PB


  
 

A compra de um bafômetro está causando polêmica na cidade de Piancó, no Sertão paraibano. O presidente da Câmara de Vereadores do município adquiriu o equipamento para fazer testes com os parlamentares, antes das sessões plenárias, depois de suspeitar que alguns deles estavam trabalhando embriagados. Esta mesma proposta já teria sido feita no município de Santo Estevão-Bahia, quando o edil, que era conhecido como ‘Abençoado’ teria feito indicação semelhante.
Na quinta-feira, em entrevista à TV local, um vereador assumiu que, “por recomendação médica”, consome bebidas alcoólicas diariamente. O parlamentar Antônio Azevedo Xavier (PTN), disse que não é o único vereador a fazer isso. “Todos os parlamentares aqui bebem. Eu mesmo tomo cinco ou seis doses de uísque por dia, mas por recomendação do meu cardiologista”, disse ele, acrescentando, entretanto, que consome bebidas somente pela manhã e que as sessões ocorrem à noite. (Informações do G1)
 

Câmara na PB compra bafômetro para fazer teste em parlamentares



a
Os vereadores da cidade de Piancó, no Sertão paraibano, deverão passar a fazer o teste do bafômetro antes das sessões parlamentares. A ideia é do presidente da Câmara Municipal Pedro Aureliano da Silva (PMDB), que pretende acabar com as brigas ríspidas entre os vereadores que, segundo ele, muitas vezes são causadas pelo consumo de bebidas alcoólicas.
O Poder Legislativo gastou R$ 1.605 com o kit para o teste do bafômetro, que inclui 100 refis, comprado em outubro do ano passado. Pedro Aureliano conta que um dia uma garrafa de uísque caiu no meio do plenário. "Em uma determinada sessão, os vereadores tiveram uma discussão ríspida em plenário e um litro de uísque caiu do bolso do paletó de um parlamentar, o que é inaceitável", disse o presidente.
s


  •  

  • Câmara de Vereadores] de 'canil' em virtude das brigas semelhantes às de cachorros. Se eu não tomasse medidas moralizadoras, a casa iria fechar", afirmou.
    O trabalho na Câmara de Vereadores retorna no dia 11 de fevereiro e o uso do bafômetro deve entrar na pauta para discussão. O presidente Pedro Aureliano ainda informou que, se os vereadores se comportarem e participarem sóbrios da sessão, o bafômetro pode ser doado à Polícia Militar.


    Grupo defende direito ao aborto em casos de microcefalia; CNBB é contra

    Agência Brasil - A intensa circulação do vírus Zika no Brasil e a possível associação da infecção em gestantes com casos de microcefalia em bebês reacende no país o debate sobre o aborto. Um grupo composto por advogados, acadêmicos e ativistas prepara uma ação, a ser entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF), que cobra o direito de interromper a gravidez em casos em que a síndrome for diagnosticada nos bebês.
    Em entrevista à Agência Brasil, a antropóloga e pesquisadora Debora Diniz, que está à frente do trabalho, explicou que a ação deve ser encaminhada à Suprema Corte em, no máximo, dois meses. O mesmo grupo impetrou ação similar, em 2004, para pedir ao STF o direito ao aborto em casos de bebês com anencefalia. O pedido foi acatado pelos ministros em 2012.
    “A atual epidemia do vírus Zika exige do Estado brasileiro a implementação de um conjunto amplo de políticas para a proteção de direitos que não se restringem ao direito à interrupção da gravidez”, disse Debora, ao defender políticas amplas de planejamento reprodutivo, incluindo o acesso à testagem de infecção pelo vírus a todas as gestantes.
    Em situações onde há resultado positivo para microcefalia, é preciso que haja, segundo ela, o encaminhamento para um pré-natal de alto risco, caso a mulher queira prosseguir com a gravidez, ou o direito ao aborto legal, caso a mulher prefira interromper a gestação.
    Para Debora, a autorização para o aborto, nessa situação, precisa ser garantida a partir da confirmação da infecção, como um direito da mulher face a uma grave epidemia não controlada pelo Estado brasileiro.
    A professora da Universidade de Brasília (UnB) destacou ainda que políticas voltadas para crianças afetadas por síndromes neurológicas decorrentes da infecção por Zika, como a própria microcefalia, não podem ficar em segundo plano. A ação que está sendo elaborada, segundo ela, também pedirá a implementação de políticas sociais com foco na limitação desses bebês e que garantam assistência integral às mães e famílias.
    De acordo com a pesquisadora, o aumento de casos de suspeita de síndrome fetal ligados ao vírus Zika e a recente classificação de emergência global em saúde pública, feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), reforçam a necessidade de articulação imediata de políticas de cuidado e atenção à saúde de mulheres e crianças afetadas pelo problema
    A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) considera que a extrema gravidade da situação vivida por gestantes em todo o país não justifica uma defesa do aborto para casos de microcefalia. Para a entidade, a defesa da interrupção da gestação representa total desrespeito ao dom da vida e às pessoas com algum tipo de limitação.
    “Lamentamos muito que alguns julguem que a solução para esses casos seja o aborto de bebês com microcefalia”, disse o presidente da entidade, dom Sérgio da Rocha.
    O religioso destacou que quadros de microcefalia já existiam antes da epidemia de Zika no Brasil, mas só agora passaram a receber mais atenção por parte das autoridades sanitárias e da comunidade como um tod
    Para o representante da Igreja Católica, é preciso reforçar no país a assistência a pessoas acometidas pelo vírus, sobretudo gestantes, e também a bebês diagnosticados com malformações congênitas, como a microcefalia.
    Dom Sérgio defendeu a implementação de políticas que apontem para um sistema de saúde pública universal e de qualidade. “Essa deveria ser a nossa resposta. E não a resposta que alguns têm buscado”, disse em referência aos grupos que pedem a interrupção da gravidez em casos de microcefalia.
    “Dizer que uma criança que está sendo gestada com microcefalia deve ser abortada é o mesmo que dizer que uma criança com algum tipo de limitação não tem direito à vida”, destacou.

    Após levar uma surra, homem é abandonado na PORTA DO CEMITÉRIO

    Um homem foi espancado e jogado dentro de uma cova do Cemitério do Caju, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Identificado como Osvaldo de Souza, de 33 anos, após ter apanhado, foi abandonado dentro do túmulo com a tampa aberta. Bombeiros do 8º BPM (Campos) resgataram a vítima, que estava bastante ferida. A Polícia Civil investiga o caso e busca identificar os autores.
    De acordo com a polícia, Osvaldo foi encontrado porque a dona do jazigo, onde ele estava, foi ao cemitério fazer uma visita e viu a tampa da sepultura deslocada. Assustada, ela chamou a administração do local, que entrou em contato com a PM e os bombeiros.
    Com ferimentos em várias partes do corpo e sem conseguir falar direito, o homem não conseguiu apontar o autor da agressão. Ele foi levado para o Hospital Ferreira Machado, onde permanece sob observação.
    “Tentaram matar este rapaz, pensaram que ele estivesse morto e por isso o jogaram na cova. Acreditaram que poderiam esconder o corpo”, afirmou o delegado titular da 134ª DP, Geraldo Rangel de Andrade Júnior. Segundo ele, não havia perfurações à bala nem fraturas expostas no corpo da vítima.
    De acordo com ele, Osvaldo será ouvido nas próximas horas no hospital. “Queremos saber os motivos, ou seja, porque foi jogado na cova. Ele estava sem identidade e vamos levantar a vida dele, saber quem é. Ainda não está podendo falar, mas vamos ouvi-lo”, garantiu o delegado, que tenta localizar os autores do crime.


    Até ontem à noite, nenhum parente de Osvaldo apareceu no hospital ou delegacia. A polícia vai apurar se casos semelhantes já aconteceram no cemitério

    quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

    Espanhol de 27 anos está desaparecido na região da Chapada Diamantina



    Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
    Espanhol de 27 anos está desaparecido na região da Chapada Diamantina
    Foto: Divulgação/PF


    Está desaparecido na Bahia, região da Chapada Diamantina há mais de um mês o espanhol Hugo Ferrara Tormo, de 27 anos. Ele desembarcou no município de Seabra no dia 20 de dezembro de 2015 e até o momento a família não teve nenhuma notícia sua.

    De acordo com familiares, ele pretendia ir para Lençóis, a cerca de 70 quilômetros de distância de Seabra. A família informpu à Polícia Federal que o jovem não costuma ficar sem manter contato durante muito tempo
    .
    A Polícia Civil de Seabra investiga o desaparecimento do espanhol. Infromações sobre o desaparecimento podem ser passadas pelo telefone da delegacia: (75) 3331-4523

    Concurso da CPRM tem salário de mais de R$ 3 mil; há vagas para Salvador


    32
      
    A Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) está com inscrições abertas para o concurso público que deverá preencher 52 postos efetivos em todas as regiões do país. As vagas são para a carreira de técnico em geociências/hidrologia. Os salários oferecidos são de R$ 3.215,22 para jornadas de trabalho de 40 horas semanais.
    Para Salvador, serão disponibilizadas oito vagas. Outras 11 cidades também terão postos ocupados: Belém/PA (4), Belo Horizonte/MG (5), Fortaleza/CE (1), Goiânia/GO (7), Manaus/AM (6), Porto Alegre/RS (1), Porto Velho/RO (4), Recife/PE (6), Rio de Janeiro/RJ (1), São Paulo/SP (4) e Teresina/PI (5).
    As inscrições iniciaram nesta quarta-feira (3) e irão até o dia 22 de fevereiro. Os interessados deverão acessar o site da Cespe/UnB, organizadora do concurso. O valor da taxa é de R$ 55, que deve ser paga até o dia 8 de março. As provas devem acontecer no dia 23 do mesmo mês.
    Para se candidatar a função é necessário ter ensino médio técnico nas áreas de meio ambiente, edificações, mineração, geologia, agrimensura, topografia, hidrologia, agricologia ou saneamento.
    Candidatos com certificado de conclusão de nível médio também podem concorrer ao cargo, desde que possuam experiência mínima de dois anos em Hidrometria.  Em ambos os casos é preciso ter, ainda, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias “B”, “C”, “D” ou “E”.